Diferença entre os produtos fitoterápicos e os demais medicamentos

 

Vivemos em um país com uma flora rica, onde a natureza nos oferece farta matéria-prima para a elaboração e industrialização de medicamentos fitoterápicos e possibilita a utilização sustentável da biodiversidade brasileira.

O medicamento fitoterápico é o produto obtido de planta medicinal, podendo ser partes da planta, ou de seus derivados, extrato seco ou fluido, com finalidade profilática, curativa ou paliativa.

A fitoterapia é comumente utilizada no combate a doenças infecciosas, disfunções metabólicas, doenças alérgicas e traumas diversos.

O tratamento de origem natural, o baixo custo e a redução de efeitos colaterais são apontados como as maiores vantagens do uso de fitoterápicos.

Segundo especialistas, esse tipo de medicamento, assim como os convencionais, oferece garantia de qualidade, efeitos terapêuticos comprovados, composição padronizada e segurança de uso para a população.

O Laboratório Belém Jardim, utiliza em suas formulações tanto as plantas medicinais quanto o derivado na forma de extrato seco e extrato fluido. Através das plantas medicinais são obtidos os extratos líquidos que fazem parte da formulação de suas apresentações farmacêuticas na forma líquida, solução.

Você sabe qual a diferença entre Fitoterápicos e Remédios Naturais?

O vocábulo fitoterápico é formado por duas palavras de origem grega: fito, que quer dizer planta, e terapia, que significa tratamento, medicação. Portanto, fitoterápicos são substâncias derivadas de plantas reconhecidas por sua eficácia e usadas há milhares de anos no tratamento de determinadas patologias. Os fitoterápicos são apresentados sob a forma de ampolas, cápsulas ou pó para infusão.

Já os Remédios naturais são quaisquer substâncias retiradas na sua forma bruta da natureza, praticamente sem purificação alguma e utilizadas como medicamentos.

Você sabe qual a diferença entre Fitoterapia e Homeopatia?

A Homeopatia é uma especialidade farmacêutica, médica, odontológica e veterinária que foi fundada no início do século 19 pelo alemão Samuel Hahnemann. Ela baseia-se no princípio “Semelhante cura semelhante”. Isso significa que uma pessoa doente pode ser curada por um medicamento que é capaz de produzir sintomas parecidos em uma pessoa sadia. Em um tratamento homeopático, o clínico deve observar cuidadosamente e considerar cada paciente como único.

Agora que você já sabe a diferença, aproveite e conheça todas as vantagens que a fitoterapia pode oferecer a sua saúde!